Saiba como os ciclos femininos se conectam com as fases da lua

Antes de ler esse texto, faça uma reflexão: como você tem vivido seu ser mulher? Qual é a sua relação com seu corpo, seu útero e com sua menstruação? Como está a sua conexão com o prazer? Tem se deleitado e vivido o prazer o seu dia a dia? Como você tem vivenciado seu poder criativo e sua fertilidade? Quais são seus maiores desafios neste momento? São com essas perguntas e provocações que a terapeuta Maria Barretto abre a masterclass “Natureza Íntima Feminina”, disponível no Positiv App. Em uma sequência de nove encontros, a terapeuta, que é especialista no estudo da natureza feminina, compartilha preciosos conhecimentos, meditações e ferramentas práticas para que as mulheres possam se reconectar com a energia de seus úteros e seus ciclos.

Na visão de muitas culturais ancestrais, a conexão com o útero é algo que vai muito além da manutenção da saúde física desse órgão. “Aprendi em meus estudos que o útero é um centro de poder, uma matriz sagrada, onde guardamos memórias ao longo de nossas vidas. É um portal para inspiração, um espaço de vitalidade, que nos conecta diretamente ao poder da criação, onde geramos novas vidas, novos projetos e relações”, diz Maria na sua aula inaugural.

Anatomicamente, o útero tem formato de pera e está conectado com ovários e trompas. Energeticamente, é um órgão receptor da mulher, o espaço onde ela recebe e gera vida – o que representa não somente uma criança, mas também seus sonhos e projetos. É uma porta que as conecta com uma sabedoria ancestral, um instinto mais selvagem e com a força e vitalidade da mãe Terra. Além do coração, o útero é uma parte do corpo que pulsa e que se expande até 100 vezes o seu tamanho.

O funcionamento do útero diz muito sobre a natureza mais profunda das mulheres que, assim como a lua, vivem diferentes ciclos de hormônios, energias, sentimentos e comportamentos ao longo de um período de cerca de um mês. São movimentos que podem ser de recolhimento e interiorização, como as luas nova e minguante, e momentos de mais luz e expansão, como as luas cheia e crescente.

Conectar-se com esse poder criativo do útero e conhecer melhor os seus ciclos internos e reconhecer essa sintonia com as fases da lua é uma poderosa ferramenta de autoconhecimento e transformação para as mulheres – mesmo para as que não tem mais o útero em seu corpo físico. É se reconectar com sua própria natureza e se respeitar, é relembrar que seu corpo é cíclico, orgânico e natural.

Veja abaixo algumas características de cada fase do ciclo menstrual da mulher, a conexão dessas etapas com as fases da lua e algumas recomendações da Maria Barretto.

– Fase da menstruação (Lua Nova)

Fase em que caem drasticamente os níveis de estrogênio e progesterona, a mulher sangra e o corpo pede descanso. Permita que essa limpeza e esse repouso aconteçam, acolha qualquer vulnerabilidade sem medo. É um ótimo momento para descansar, se recolher e se conectar com sua intuição, período de limpeza física e energética.

– Fase pré-ovulatória (Lua Crescente)

O corpo da mulher se prepara para se abrir novamente para o mundo. O útero é preparado para receber vida novamente e para uma nova expansão. Na parte hormonal, começa a produção de mais FSH e LH, hormônios que amadurecem os folículos nos ovários, e que liberam estrogênio, hormônio que traz bem-estar – e que para algumas mulheres pode aumentar a libido. “Nessa fase, temos um campo fértil para plantar nossas sementes e ter clareza em nossa mente de nossos objetivos durante aquele período, onde queremos chegar”, lembra Maria.

– Fase de ovulação (Lua Cheia)

Momento em que a visibilidade da lua se expande, com a chegada de sua luminosidade. Energia que geralmente convida a mulher a ir para fora, expandir. É como um verão interno, com chuvas, abundância e fertilidade em alta. Fase em que a maioria das mulheres tem mais muco. Há um aumento de estrogênio nos ovários, que libera o óvulo, e um aumento de progesterona, que acelera o metabolismo e pode trazer sensação de bem-estar mais forte e mais capacidade de realização. “Nessa fase temos um campo fértil para criar e para se relacionar. Momento de alimentar nossas sementes e projetos – ou até um bebê. Fica mais fácil convidar o outro pra chegar mais perto”, lembra Maria.

– Fase pré-menstrual (Lua Minguante)

Fase da sabedoria, momento que pode ser muito desafiador e que pode trazer muitos incômodos como melancolia, alta sensibilidade, choro fácil, raiva, tensão, e também fortes necessidades sexuais. “É aquele momento em que todas nossas forças primitivas se encontram dentro de nós e se manifestam mais no nosso corpo”, diz Maria. “A energia começa a mergulhar nas profundezas. Saímos de uma energia de expansão para um momento de olhar para nossas sombras com profundidade, elas ficam mais aparentes”. Do ponto de vista hormonal, há uma redução na produção de estrogênio e progesterona e a energia da mulher começa a declinar também. É importante respeitar as necessidades do corpo – a irritação pode vir de uma desconexão com essas necessidades. É um momento oportuno de se investigar, de olhar tudo o que está fora do lugar e fazer escolhas, como a poda de galhos secos das plantas.

Baixe o Positiv App para ter acesso a essa e outras masterclasses e meditações exclusivas!

Time Positiv
Time Positiv

A Positiv é uma comunidade de instrutores e meditadores que tem como propósito “despertar as pessoas para uma vida positiva com práticas que regeneram”.

Baixe o aplicativo da Positiv para desenvolver seu máximo potencial com a calma trazida pela meditação, com a saúde trazida pelas nossas masterclasses e com a elevação de espírito trazida pelas músicas de nossos incríveis artistas e guias que fazem parte de nossa crescente comunidade.